domingo, 21 de agosto de 2011

18º Dia – Milton(Florida) a New Orleans – Louisiania EUA -345 km - 20/08/2011 Sábado.

Chegamos em New Orleans.
             Já era hora de dar descanso ao corpo e aproveitar um pouquinho para fazer turismo.     
              Mas, vamos falar depois do lugar que é completamente diferente de tudo que estamos acostumados. Primeiro falaremos da viagem até aqui.
           Como já sabíamos que o trecho para o dia seria pequeno, saímos tarde novamente, por volta das 11.30h e fotografamos o hotel na saída,


        
               Só para esclarecer, quando saímos de Miami, pegamos a uma das estradas interestaduais que liga o país de sul a norte, a 75, depois dobramos a esquerda na estrada interestadual, a 10 que liga a costa leste a oeste. Ainda na “10” passaremos pela cidade de Houston no Texas,  e em San Antonio, onde novamente viraremos para o sul na estrada 90, e vamos até Laredo na Fronteira com o México.
           Vejam algumas fotos de nossa viagem pela “Interestadual 10” e algumas divisas entre os estados americanos:









             Chegando, tivemos dificuldade para encontrar hotel, afinal era um final de semana se iniciando. Queríamos ficar no centro, próximo ao “FRENCH QUARTER” onde as coisas acontecem e pagar barato. Essa úlltima parte não deu muito certo.
             A cidade é linda, nem vestígio do furacão Katrina. Prédios históricos na parte francesa, edifícios lindos na parte financeira, bondes coloridos para todos os lados, cassinos e uma profusão de turistas de todas as raças passeando.  Também há de se destacar que o local é um berço de mistura de raças em sua colonização,  por aqui habitaram africanos na formação da mão de obra, europeus na colonização e caribenhos por força das incursões de piratas e povos vizinhos.  
              Vamos aproveitar as duas noites neste hotel para lavar umas roupas, (tá pensando o que?....  tem isso também, moto não dá pra levar um grande estoque de roupas e além do mais,  a viagem tá prevista para 60 dias), e aí acabamos saindo tarde para jantar.
            O fuso horário aumentou em mais uma hora, agora são duas a menos  de diferença para o Brasi.
             Pra quem pensa que vida noturna é na Lapa no Rio, precisa vir ver o Boulevard Bourbom, no quarteirão francês.  Restaurantes finos ao lado de casas com garotas seminuas na porta, convidando para entrar, bares com Karaoke, casas apresentando o melhor do Jazz, milhares de pessoas andando nas ruas, algumas fantasiadas,  e nas sacadas dos prédios, pessoas jogando para os transeuntes colares de contas coloridas, o que é uma tradição local.



            Uma senhora, já bem idosa, que estava numa das sacadas, me jogou um dos colares de contas coloridas, peguei e agradeci, no que ela reclamou e disse que eu tinha que tirar a roupa. Perguntei  se servia a camisa,  ela concordou mas jogou mais dois colares. Entendi o recado e achei melhor ir embora, mesmo com as queixas dela e o riso de todos.

            Pena que nossas máquinas não são próprias para fotografar a noite, os flashes não têm alcance para mais que 2 metros.

  
            Se esses guris que encontrei no café da manha do hotel, tiveram que tirar alguma peça de roupa pelos colares que ganharam, voltaram nus para a casa.    
            Terra de malucos!!!.  
            
EM TEMPO: Gostaria de pedir aos leitores que não pertencem ao grupo de sócios do  MOTO CLUB DE CAMPOS que interrompessem a leitura a partir deste ponto, pois iremos tratar de assunto específico e muito íntimo.   Ok ?  Todos já saíram da sala ?. Bem, vamos lá.   
            Lembram-se que prometi que se o Sérgio usasse as famosas “cuecas de listrinhas” eu iria fotografar e colocar no blog ? Pois é,  ele amarelou e só trouxe as de “macho”.  Porém, dêem uma olhada na luva que ele tá usando, não é um mimo ????....

             Brincadeira pessoal, são luvas de proteção UV, o sol aqui não é de brincadeira.  Mas ele que não se arrisque a tirar as “cuecas listradas” da bagagem.
Amanhã acabo de mostrar  essa linda Cidade.

8 comentários:

  1. É isso ai Srs, isso que é aproveitar. Que tudo continue dando certo. Continuem com Deus e esperamos ansiosamente para um churrasco no retorno.

    ResponderExcluir
  2. Descobrimos a origem da troca de colares por beijos no bloco baiano Filhos de Gandhy! hahaha
    Curtam bastante o Jazz por ai!
    Estou aguardando mais novidades!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Pô.... Azar hem??? Por que não uma GATA a jogar os colares???? Senhora !!! Já basta a sua !!! KKK
    Beijos....

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Marcos....

    Aproveite todos os momentos....
    Afinal de contas.... você está tendo diversos VALE-NIGHTS.

    Beijos, te amo.

    ResponderExcluir
  6. Marcos nao deixem de comer croafish (especie de lagostin bem pequeno)
    Tambem esperimente o Gumbo (sopa frutos do mar)
    abracos

    ResponderExcluir
  7. Regina, você acreditou que era uma "senhora" que jogava os colares, sem ver uma foto sequer??? Abre o olho, abre o olho... rerere

    ResponderExcluir
  8. Colares e luvinhas...
    .
    Sei não mas esse negócio de Estados Unidos não está fazendo bem a dupla. O povo está ficando estranho.
    .
    Acho que o sr.Sá puxaria a orelha de vocês.
    .
    Não pisa fora da faixa, gente!.
    .
    kkkkkkkkkkkk
    .
    Abs

    ResponderExcluir